Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

"Escrever Cabo Verde" e atividades educativas marcam o penúltimo dia da Semana do DCEFL

Hoje, dia 06 de junho, penúltimo dia da Semana do DCEFL, as atividades realizadas de manhã centraram-se na literatura cabo-verdiana. No programa “Escrever Cabo Verde”, debateu-se a literatura cabo-verdiana, a língua crioula, sua oficialização e valorização, com os escritores Artemisa Ferreira, Manuel Veiga e Paulo Varela. Ainda assistiu-se ao lançamento do livro “A moral Pós Morte de Deus” da ex aluna da US Alice Silva. À tarde, as atividades foram especiais. Realizou-se um leque de atividades lúdicas e educativas, dedicadas às crianças e às mães da US.

Amanhã será o último dia de atividades da Semana do DCEFL. Além da conferência "A Importância das Humanidades no Ensino Superior", será realizado o “Saberes CruzadUS” com os alunos das escolas secundárias de Santiago Norte.

De tarde, não perca o programa “Portas Abertas” com o grupo Bulimundo e homenagem a Katchás, a partir das 14h30.
 
 
 
 
 
 
Andreia Pereira

US: emoção e partilha marcam o 3º dia do DCEFL

O 3º dia do Departamento de Ciências da Educação, Filosofia e Letras, no período de manhã, esteve virado para os ex. alunos da Universidade de Santiago, com o programa EgressUS, sob o tema “De Estudante a Jornalista”.

Os alunos convidados, Wilson Moreira, Andreia Pereira e Feliciano Monteiro, partilharam com a comunidade académica as suas experiências como alunos e profissionais de jornalismo.

Os alunos que fizeram o curso de Comunicação Social e Jornalismo e Comunicação Empresarial na US, falaram dos bons e dos maus momentos de um estudante universitário até chegar à vida profissional, os desafios e dificuldades que têm enfrentado ao longo da carreira.

A Universidade de Santiago tem prezado por aquilo que é qualidade e excelência a nível do ensino, e isso tem caracterizado os seus discentes, principalmente, os que estão no mercado de trabalho.

O EgressUS foi também marcado por mais um momento especial, dedicado a uma homenagem a um dos primeiros alunos da US, o Adler Santiago. Conhecido mais por Santiago, ele foi um aluno brilhante, amigo de todos, brincalhão, “apaixonado pelo jornalismo” e muito focado no seu objetivo.

Em pouco tempo, regressou a São Tomé e Príncipe, onde se tornou um jornalista de referência. Infelizmente, um acidente tirou-lhe a vida demasiado cedo.

O Departamento de Ciências da Educação, Filosofia e Letras, fez uma homenagem ao Adler Santiago, oferecendo um diploma de honra à sua mãe, dona Maria e sua família que esteve presente.

E com emoção e partilha, seguiu-se a atividade da tarde na qual o Presidente da AJOC, Carlos Santos, falou numa conversa aberta sobre “O jornalista e a Sociedade”.

O presidente falou do papel do jornalista, da imparcialidade, das leis (AJOC), das fontes de informação, e dos programas nos meios de comunicação em crioulo, etc.

A reflexão centralizou-se sobre o jornalismo em Cabo Verde, que além do que se encontra, falta muito para se fazer e requer mais abertura e valorização para aquilo que é o jornalista na sociedade e nos meios de comunicação.

De seguida recebemos duas das maiores figuras da cultura do nosso país, Tchalê Figueira e Kaká Barboza, que também compartilharam connosco as suas obras e experiencias artísticas.

“Eu sou o poeta do meio rural, todas as minhas obras retratam aquilo que é o meio rural” partilhou o artista Kaká Barbosa.

 Os artistas falaram da cultura cabo-verdiana e da política cultural em relação ao nosso país. Os mesmos também brindaram a tarde com declamações de poesias e música do artista Kaká.

 Para terminar o dia o artista Kaká Barbosa divulgou que a Universidade de Santiago irá ser o repositório original das suas obras.

 A US recebeu literaturas dos artistas e ambos foram homenageados pela instituição com um diploma de reconhecimento em prol do trabalho e contributo para a cultura cabo-verdiana.

Sandra Moreira

 

Educação e Ensino Superior em debate no 2º dia da Semana do Departamento de Ciências da Educação, Filosofia e Letras

O segundo dia da Semana do DCEFL contou com várias atividades. O debate de hoje esteve à volta da educação e do ensino superior, debateu-se “A Educação em Português - percursos educativos em Cabo Verde” e “Ensino Superior: Inovação e Desenvolvimento”. O evento de hoje contou ainda com o programa Portas Abertas, com Domingas Oliveira, que trabalhou no primeiro jardim-de-infância criado em Cabo Verde. Esta educadora recebeu uma homenagem por dedicar a sua vida inteira às crianças. Atividades culturais também fizeram parte deste dia, Sara Andrade e o grupo Powerful animaram o segundo dia da Semana do DCEFL.

Amanhã, o dia será dedicado ao jornalismo. Haverá palestra, EgressUS. Não perca o programa “Portas Abertas” com Tchalé Figueira e Kaká Barboza.

Universidade de Santiago sempre dinâmica!

 

 

 

 

 

 

 

Andreia Pereira

Arranca na Universidade de Santiago a Semana do Departamento de Ciências da Educação, Filosofia e Letras 2019

Hoje, dia 03 de junho, arrancou na Universidade de Santiago, Campus de Bolanha, a Semana do Departamento de Ciências de Educação, Filosofia e Letras, sob o lema Educação, Cultura e Sociedade: um compromisso para o desenvolvimento. A abertura contou com a atuação do grupo de Batuco do curso de Ciências de Educação, das crianças surdas e do coro da US que entoaram o hino nacional. Após o discurso do Chefe do DCEFL, Luís Rodrigues, assistiu-se a uma Conferência intitulada “O Jornalismo e os seus desafios contemporâneos”, proferida pelo Dr. José Vicente Lopes. O encerramento do evento contou com a atuação dos alunos de Estudos Ingleses com o grupo “Powerfull”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Andreia Pereira

US Superando Muros: 24 finalistas do curso de Enfermagem a partir de agora ajudam a colmatar défice de Enfermeiros Licenciados na Região Fogo e Brava

Através da parceria entre a Universidade de Santiago, o Instituto Politécnico de Leiria, o Ministério da Saúde e Segurança Social de Cabo Verde e a Região Sanitária Fogo e Brava, estão formados na área de saúde 24 enfermeiros.

Os primeiros Licenciados em Enfermagem da US na Região Sanitária Fogo e Brava estão devidamente capacitados para exercer a profissão e dar uma melhor resposta às necessidade da população.

A US e os seus parceiros regozijam-se com a concretização dos formados, pois a qualidade e excelência profissional marca a pessoa dos novos enfermeiros nas ilhas.

Conforme o Magnífico Reitor da Universidade de Santiago frisou "cuidar exige sensibilidade, exige competência técnica, ética, e exige acima de tudo pré-disposição. Os nossos enfermeiros tiveram estas componentes".

De certeza que os enfermeiros farão jus ao nome que carregam e servirão as suas ilhas no máximo que puderem.

Segundo a representante dos enfermeiros, Ana Barbosa “hoje estamos mais preparados cientificamente para responder a todas as demandas que cabem à classe dos enfermeiros. O nosso desafio neste momento é tentar acrescentar este número, e porque não especializar outros enfermeiros”, salientou.

É de ressaltar que ainda decorre formação igual ministrada nas ilhas de Santiago, Maio, Sal, São Nicolau e Boavista.

Universidade de Santiago uma marca para a vida, uma porta para o mundo!

Sandra Moreira

Download Template Joomla 3.0 free theme.