Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Alunos da Universidade de Santiago realizaram “Natal Solidários” á 3 famílias carenciadas

Integrado no plano de atividades do curso de Gestão de Recursos Humanos e no âmbito da disciplina Dinâmica de Grupos e Relação Interpessoal, os alunos da Universidade de Santiago realizaram, hoje, uma atividade denominada “Natal Solidário”. Esta atividade tem como objetivo, incutir nos alunos a importância de ações solidárias e a importância da relação e contato com outras realidades.

Foram contempladas 3 famílias carentes, uma em Gil Bispo, uma em Achada Lém e uma em Serra Malagueta, sendo que cada família teve direito a alguns géneros alimentícios não perecíveis e ainda materiais para uso específico de uma criança que sofre de anemia. Houve igualmente um pequeno momento de confraternização com cada família.

 “Os alunos conseguiram, juntamente com parceiros, angariar géneros alimentícios e alguma verba. Como estamos na época de Natal, eles aproveitaram para fazer compras de acordo com necessidades de cada família, também, restou alguma parcela para agradar às crianças destas famílias, com presente de natal”, disse a professora da disciplina, Mirian Semedo.

Para a aluna Andrea Borges, não foi fácil a recolha destes géneros, porque "as pessoas, hoje em dia, já não têm muita confiança em ajudar grupo de pessoas com este tipo de projeto, porque houve muitos enganos por parte de quem vai à procura de ajuda", deixando um apelo às entidades e empresas a acreditarem mais em ajudar o próximo.

“Contemplar 3 famílias é muito, nós os alunos sentimos uma satisfação enorme em ajudar os outros, vai ser muito bom e esperamos que as famílias gostem e apreciem o gesto e que tenham um santo Natal” acrescenta Andrea.

A turma da US agradece a todos os parceiros que envolveram nesta causa e esperam mais ajuda para a próxima edição do projeto que será em janeiro. 

 

Defesa da 1ª dissertação do Mestrado em Gestão de Recursos Humanos da Universidade de Santiago

Decorreu hoje, na US, a primeira defesa de dissertação do Mestrado em Gestão de Recursos Humanos. Sob o tema “Avaliação de Desempenho no Setor da Saúde e a (des)Valorização do Capital Humano", Suely de Carvalho defendeu a sua dissertação de mestrado, tendo obtido 18 valores. “Fico muito satisfeita e contente, porque é mais uma etapa que eu consegui vencer. Acredito que por ter sido vai ser, com certeza, uma motivação para as colegas. Enfim, estou muito feliz, consegui!"

Assim se resume o trabalho da agora, mestre Suely: A Busca de uma nova gestão pública, que procure prestar serviços ao cidadão com qualidade e humanização tem sido o alvo a ser alcançado pela Administração Pública Cabo-verdiana. Neste prisma, o estudo das pessoas dentro das organizações apresenta-se como um fator estratégico e, dentro deste, o acompanhamento e desempenho do capital humano, que por motivos de remodelação do novo sistema de avaliação não têm sido realizados, provocando instabilidade no clima organizacional. A Avaliação de Desempenho no serviço nacional de saúde é um desafio para os gestores que, diante da complexidade quanto aos fatores motivacionais, necessitam de ferramentas e conhecimento que auxiliem no processo da tomada de decisão.

Obter lucro e resultados imediatos não é a essência do setor da saúde, e sim a humanização nos serviços prestados ao cidadão. Diante da inexistência de avaliação por objetivo na atenção primária à saúde, o tema Avaliação de Desempenho no Setor da Saúde e a (des)Valorização do Capital Humano visa identificar os fatores de resistência à aplicabilidade do modelo de avaliação de desempenho por objetivo e compreender se a inexistência de avaliação de desempenho afeta a valorização do capital humano e a qualidade do serviço.

 

Andreia Pereira

Universidade de Santiago abre mestrado em Enfermagem de Saúde Materno-Infantil

A Universidade de Santiago (US), em parceria com o Instituto Politécnico de Leiria (IPL), realizou a abertura oficial do mestrado em Enfermagem de Saúde Materno-Infantil, cujo objetivo é promover e aperfeiçoar as competências técnico-científicas dos profissionais no setor.

O evento iniciou-se com uma conferência inaugural intitulada “O paradigma da intersecionalidade e a questão do género”, proferida pela Subdiretora da Escola Superior de Saúde do IPL, Carolina Henriques. Esta dirigente falou sobre o empoderamento da mulher e assegurou que espera que este mestrado ajudará os profissionais a trabalharem junto das mulheres, no sentido de ajudá-las a tornarem-se mais empoderadas para assumirem os desafios.

De seguida, a Chefe do Departamento de Ciências da Saúde, Ambiente e Tecnologias da US, Marcília Fernandes, proferiu algumas palavras indicando a importância deste mestrado para o trabalho dos enfermeiros. Fernandes apontou os vários problemas de saúde a nível materno-infantil, garantindo que este mestrado irá habilitar os estudantes para implementar medidas de humanização do trabalho de parto, melhorar no atendimento da gestante, puérpera, recém-nascido e família, a fim de reduzir a mortalidade materna e infantil.

Por sua vez, o Presidente do IPL, Rui Pedrosa, começou por agradecer a todos os envolvidos neste desafio, assegurando que a parceria entre as duas instituições é profícua. Este dirigente falou sobre o ensino, assegurando que é necessário que este gere impacto social. Falou ainda da cooperação no complemento do curso de licenciatura em Enfermagem e da mobilidade de estudantes do IPL e da US. “A relação de mobilidade é prioridade”, disse, assegurando que a lecionação deste mestrado será em conjunto e vai gerar oportunidades para os profissionais fazerem o estágio no IPL.

O Magnífico Reitor da US, Gabriel Fernandes, durante o seu discurso falou também sobre a importância do conhecimento, afirmando que “é fundamental que saibamos agregar valor ao conhecimento. O conhecimento é motor do desenvolvimento, mas devemos pô-lo ao serviço do desenvolvimento social sustentável”.

Pronunciou-se ainda sobre a dignificação da mulher e do seu empoderamento, e terminou agradecendo aos dirigentes do IPL pela colaboração na montagem deste mestrado e pelas outras parcerias.

O Reitor mencionou as diversas atividades desenvolvidas nas comunidades pelo curso de Enfermagem, apelando aos mestrandos para também participarem nas atividades nas comunidades.

De salientar que o mestrado em Enfermagem de Saúde Materno-Infantil arranca, neste mês de dezembro, com cerca de 40 alunos.

 

Andreia Pereira

Projeto Clínica Comunitária

O projeto Clínica Comunitária visa proporcionar serviços de saúde ligados à Enfermagem, Nutrição e Psicologia a toda a comunidade Universitária bem como o encaminhamento para outros especialistas, de acordo às necessidades, além de desenvolver atividades de educação para a saúde e oferecer serviços de orientação e aconselhamento em temas relacionado com a saúde.

Os diferentes serviços serão prestados pelos Especialista colaboradores da Universidade assistido por alunos dos cursos de Enfermagem e Nutrição e Qualidade Alimentar, com marcação prévia junto aos responsáveis dos serviços e ao aluno supervisor do laboratório de Enfermagem.

Abertura oficial do mestrado em Enfermagem de Saúde Materno-Infantil

A Universidade de Santiago (US), em parceria com o Instituto Politécnico de Leiria (IPL), vai realizar no dia 9 de dezembro, segunda-feira, a abertura oficial do mestrado em Enfermagem de Saúde Materno-Infantil. O evento decorrerá no Campus da Praia, a partir das 15 horas.
Participe!

Download Template Joomla 3.0 free theme.