Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Webinar - "Património Cultural Como Fator Impulsionador Do Turismo No Contexto Pós Covid19, Caso Da Região Santiago Norte”, em debate na Universidade de Santiago

O curso de Gestão de Hotelaria e Turismo da Universidade de Santiago realizou uma Palestra intitulada “Património Cultural como Fator Impulsionador do Turismo no Contexto Pós Covid19 - Caso da Região Santiago Norte”. O evento foi ministrado pelo Presidente do Instituto do Património Cultural, Jair Fernandes, e teve como objetivo fazer uma reflexão sobre a importância do património no cenário do turismo nacional no contexto pós covid-19.

Para melhor enquadramento do tema, o orador começou com a apresentação do estudo do diagnóstico de valorização do património cultural no âmbito turístico, falando sobre o património material e de museus na Região de Santiago Norte.

De acordo com Jair Fernandes, para se falar do seguimento do turismo cultural levou-se em consideração três aspetos para a análise do potencial da ilha de Santiago enquanto produto turístico-cultural: a relevância do turista “dentro deste parâmetro foi considerada a relevância do elemento cultural, bem como as condições para o uso e aproveitamento do bem cultural”; um outro ponto é o estado de manutenção “o turismo pode prejudicar o património, portanto, o possível impacto desse setor nos bens culturais também valorizado”; e o último ponto é a acessibilidade “um produto turístico deve estar acessível ao turista”, afirmou.

Jair afirmou que, em articulação com as Câmaras Municipais e as Direções Gerais do Turismo, criaram-se sete rotas turísticas na Região Santiago Norte. “Todas as rotas devem ser circulares, de partida e de chegada à Praia,” declarou.

Seguidamente, passou a fazer uma análise da demanda turística em Cabo Verde em 2018, tendo destacado as ilhas de Sal e Boavista com mais visitantes e a ilha de Santiago com menor número de visitantes.

O orador concluiu a sua apresentação afirmando que o produto de turismo cultural é composto de um conjunto de recursos culturais e uma oferta de serviços turísticos complementares. “Portanto, é necessário converter previamente recursos culturais em recursos turísticos, para os quais é necessário adaptar o recurso cultural para que este possa ter uso turístico o que implica aprimoramento de recurso e o desenvolvimento de experiências turísticas a partir de seu conteúdo”.

Acrescentou, ainda, que, do mesmo modo, um produto turístico deve ser projetado para atender às expetativas de demanda de lazer e recreação, pelo que, é necessário incorporar uma oferta turística complementar e uma infraestrutura equipamentos urbanos que atendam a essa necessidade. A duração máxima de cada rota não deve ser superior a 6 horas.

O evento encerrou com o agradecimento da Coordenadora do Curso de Gestão de Hotelaria e Turismo da Universidade de Santiago, Mirian Semedo agradeceu ao convidado e aos presentes pela participação no evento.

 

Andreia Pereira

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Newsletter

Cadastre o seu E-mail e receba as nossas novidades.

Contactos

Está em... Home Notícias e Eventos Webinar - "Património Cultural Como Fator Impulsionador Do Turismo No Contexto Pós Covid19, Caso Da Região Santiago Norte”, em debate na Universidade de Santiago