Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

“Impacto das Tecnologias na Saúde Mental: Paraíso ou Inferno?”

Foi sobre este tema que o Psiquiatra José Carlos Gomes se debruçou esta manhã de quarta-feira, 21 de junho, na Universidade de Santiago, juntamente com os alunos do curso de Enfermagem desta instituição.

O orador deu-lhe o nome de palestra, mas, na verdade, como disseram os discentes, foi uma “aula-magna” muito rica. José Carlos Gomes, Psiquiatra, professor do Instituto Politécnico de Leiria e colaborador do curso de Enfermagem da Universidade de Santiago, falou sobre algo a que todos estão submetidos, mas ninguém está preocupado principalmente com as consequências que ela traz, “quando na verdade são muitas”, diz o palestrante.

Para introduzir o tema, Gomes começou por alertar os presentes que a saúde não pode e nem deve ser dividida, seja ela mental ou física, pois, ambas são duas faces da mesma moeda.

No que tange às Novas Tecnologias, o psiquiatra explica que tudo o que é novo traz vantagens e desvantagens, o importante é saber tirar partido destes equipamentos. No caso de Cabo Verde, Gomes adianta que não tem dados específicos destes casos, embora os tenha procurado. “Mas aquilo que tem sido a minha percepção, nos últimos meses, é que não é diferente daquilo que acontece no resto do mundo. Começa já a haver uma dependência enorme do uso das novas tecnologias, nomeadamente a questão do telemóvel, mas é algo que pode ser trabalhado”, afirma.

Os principais exemplos apresentados pelo médico foram a ansiedade e a depressão, originadas pelo mau uso das novas tecnologias. “O uso das novas tecnologias altera o cérebro, diminui a empatia, a compaixão e a inteligência emocional, uma vez que a maioria das interacções ocorre sem comunicação cara a cara”. Além disso, provoca a perda da concentração, como exemplificou, “um aluno a estudar com o telemóvel por perto, mesmo que não esteja a usá-lo, diminui 40% da sua capacidade de concentração. E não só, as novas tecnologias privam o sono tranquilo”.

Como um caso mais prático, o palestrante falou dos jogos online, com especial destaque pelo jogo da “Baleia Azul”, que provocou nos últimos meses grande alvoroço não só nas redes socias, como nos media tradicionais e, segundo ele, em Portugal, foram confirmados dois casos de suicídio, derivados do jogo. No seu ponto de vista, isto acontece porque os adolescentes não convivem pessoalmente com quem está próximo, e sentem a necessidade de se sentirem acolhidos num grupo e os jogos permitem isso, mas as consequências são várias e preocupantes.

No tocante à vantagem da tecnologia para a saúde mental, Gomes exemplificou com alguns projectos desenvolvidos, graças ao uso da internet, que permitem dar acompanhamento aos pacientes via telefone, ou outros meios de comunicação nas suas residências, sem terem a necessidade de estarem internados. Também ressaltou a importância das mesmas em relação ao contacto com pessoas distantes, pesquisas científicas, entre outras. “Mas tudo isso, para ser uma vantagem, não temos de criar nenhuma dependência com estas tecnologias. É necessário desligar e entender que as novas tecnologias não substituem os relacionamentos pessoais”.

Para trabalhar isso, como forma de evitar uma maior proliferação, deve-se desenvolver alguma literacia da população relativamente ao uso das novas tecnologias, ajudá-la a entender o contexto em que estão inseridas e como deve ser realizado realmente. 

US arrebata o primeiro e o terceiro lugares, no concurso de programação interuniversitário


Os alunos do quarto e terceiro anos, do curso de Engenharia Informática dos campi da Assomada e da Praia da Universidade de Santiago, ficaram no primeiro e terceiro lugares, no concurso de programação interuniversitário realizado pela Uni-CV.

O concurso teve como objetivo incentivar a competição saudável entre os estudantes de programação e das tecnologias de informação, e servir de ponto de encontro entre os docentes e alunos com interesses em tais temas. 

Nesta que foi a 1ª edição do concurso, a US esteve representada por duas equipas: uma dos alunos do quarto ano, constituída por Ailton Cabral e Ederlindo Silva, os quais arrebataram o primeiro lugar de forma destacada, e a outra dos do terceiro ano, constituída por Edino Costa, Gerson Monteiro e Luís Furtado, que também subiram ao pódio ficando na terceira posição.

Radiante com o primeiro lugar, Ailton Cabral diz estar orgulhoso da prestação da US neste concurso e agradece a preparação e o apoio que receberam dos professores:

“Representar a Universidade de Santiago e ganhar o primeiro lugar foi algo excecional. Porém, ser-nos-ia difícil trazer tais prémios sem a preparação que recebemos dos nossos professores, especialmente do professor Valério Santos. Este prémio é muito simbólico para nós e para o curso de Engenharia Informática, pois, mostra que estamos num bom caminho e que acertámos ao escolher a US para nos formar”, enfatiza Cabral.

O coordenador do curso de Engenharia Informática, Danielson Alves, regozija-se com a prestação dos alunos:

“Foi uma satisfação enorme ver os nossos alunos conquistando esses dois prémios. Isto mostra a força do curso de Engenharia Informática na US, e a capacidade dos nossos alunos, tanto no campus da Praia como no da Assomada, uma vez que as equipas foram compostas por alunos dos dois campi. Temos é que parabenizá-los por representarem muito bem a US e incentivá-los a continuar na mesma linha de pensamento sobre os conteúdos de programação”, sublinha.

A US congratula-se com a prestação dos futuros engenheiros informáticos, e aproveita para parabenizar os alunos e professores que estiveram envolvidos no concurso.

Enfermeiros da US distinguidos com diploma de reconhecimento

Os alunos do curso de Enfermagem da Universidade de Santiago participaram nas atividades comemorativas alusivas ao dia do doador de sangue, a  convite da Região Sanitária Santiago Norte (RSSN). O dia do doador de Sangue comemora-se a 14 de Junho, mas as atividades vêm sendo realizadas na RSSN, desde o dia 11 de Junho, no Município de São Lourenço dos Órgãos.

Uma marcha deu o pontapé de saída, seguida de uma recepção aos doadores de sangue, atividades desportivas, distinção de doadores e instituições.

Os alunos do curso de Enfermagem receberam um diploma de reconhecimento, atribuído pelo Banco de Sangue da RSSN, devido à sua participação ativa em todas as atividades de cariz social, principalmente as que envolvem a saúde, desde feiras de saúde a doações de sangue.

 

 

Semana Académica chegou ao fim com “Stribilim” em Assomada

E assim, hoje, 27 de Maio, culminou a nossa Semana Académica da Universidade de Santiago. Uma semana longa e ao mesmo tempo muito curta. Isto porque a dinâmica e o envolvimento da comunidade académica foram únicos, mas também o desejo de participar, de competição entre os cursos, era cada dia maior. O sentimento de dever cumprido era visível no rosto de todos os participantes, incluindo os funcionários e membros da organização.

Neste último dia, à semelhança do primeiro dia, movimentàmos as ruas da Cidade de Assomada. Toda a comunidade académica deslocou-se à Praça Central de Assomada, onde foram feitas exposições dos cursos da US pelo Campus da Praia – Escola Superior de Tecnologias e Gestão (ESTG) e da Escola Superior de Turismo, Negócios e Administração (ESTNA), Campus do Tarrafal. Ainda num ambiente de muita música e movimentação, realizámos mais uma edição da Gincana Académica, na qual o curso de Gestão de Empresas saiu vencedor, seguido da ESTG e do curso de Enfermagem, na terceira posição. Aproveitando o momento de união e confraternidade, os docentes da área de Engenharia e Informática, aproveitaram para entregar os prémios de um concurso de Programação,    a convite da UNICV, a Universidade de Santiago foi participar com duas equipas e a do Campus de Bolanha ficou no terceiro lugar, tendo a da Praia arrecadado o primeiro lugar.

De regresso ao Campus, as actividades culturais continuaram com a actuação dos TalentUS, Fidjos d'´África, grupo Hip Hop, grupo Largaduz, Edyoung Lennon, entre outros. Foram anunciados os resultados do concurso gastronómico em comemoração do Dia de África, em que o curso de Direito ficou com o primeiro lugar, houve um empate técnico nos cursos de Enfermagem e da ESTNA, ficando ambos na segunda posição. Os restantes nove cursos, todos ficaram na terceira posição, pois, segundo os membros do júri, a entrega na representação dos países africanos por cada curso mereceu um destaque inconfundível na Semana Académica.

O Magnífico Reitor da Universidade de Santiago proferiu algumas palavrinhas para o encerramento desta semana, agradecendo à comunidade académica pelo empenho e dedicação, pois, de acordo com o mesmo, é isso que coloca a US “RIBA LÁ”.

De recordar que, durante esta semana , os alunos tiveram a oportunidade de sair das salas de aula e aprender nas diversas actividades que decorrereram: conferências, debates, workshops, concertos, lançamentos de livros, torneios desportivos e muita animação. O objectivo foi proporcionar à comunidade académica da US actividades motivantes, que estimulem a aprendizagem e que criem, também, uma dinâmica com a comunidade onde a US se insere, Santa Catarina.

Semana Académica na recta final

Hoje, 26 de Maio, comemorámos o 5º dia da Semana Académica na US. Para dar o pontapé de saída, tivemos o RegressUS, no qual vários ex-alunos da US falaram da sua experiência de vida na Universidade e das suas experiências como licenciados. 

Muitos, nos seus depoimentos, deixaram bem claro que chegaram aqui por ironia do destino ou porque era a universidade mais perto das suas casas. Outros, porque a US foi-lhes indicada por algum familiar ou amigo. Mas o importante de tudo isso, segundo os mesmos, não é e nem foi o trajecto, mas sim o peso que a Universidade de Santiago possui nos seus curricula e a importância desta em transformá-los em quem são hoje. Foram horas de conversas partilhando as inúmeras experiências, entre risos e gargalhadas da plateia. Os convidados aproveitaram para chamar a atenção dos discentes para usufruírem o máximo do espaço da US, dos docentes, dos colegas, porque, de acordo com os mesmos, são estes momentos que ficam marcados.

Ambos elogiaram a evolução da Universidade, reconhecendo a qualidade dos profissionais e a preocupação que a US tem em oferecer o melhor de si aos seus discentes.

A parte da tarde ficou marcada pelo lançamento da obra Simão Barros: Uma Leitura Metafísica do Diário de Santelmo (1909:1947), do escritor e professor universitário Nardi Sousa. A apresentação da obra esteve a cargo de Felisberto Vieira Lopes e Ana Maria Freire.

E, mais uma vez, para encerrar o dia com chave de ouro, a Universidade de Santiago homenageou Éder Xavier. O artista esteve aqui connosco, contando a sua história na música, que começou por um mero “acaso”, como adiantou o mesmo, que para além de ter vários músicos na família,  escrevia os seus temas, mas nunca pensava em os lançar. E graças a um amigo que o inscreveu no programa “Todo o mundo canta”, quando tinha 16 anos, ele começou a levar a música mais a sério. Lançou o seu primeiro CD, em 2008, e o segundo pensa lançá-lo ainda este ano.

Para o último dia da Semana Académica, amanhã, sábado, a US pretende fazer um “Stribilim” na Praça Central da Assomada, com exposições, feira das profissões, actividades culturais e a final das Actividades Desportivas.

Download Template Joomla 3.0 free theme.