Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Mestrado em Pedagogia

 Com o intuito de qualificar o pessoal docente de forma a superar os desafios que a modernidade impõe aos agentes educativos, a universidade de  Santiago, abre neste ano lectivo 2016/2017 o mestrado em Pedagogia.
 Estão delineadas duas áreas de especialização, a Didáctica das Línguas e a Supervisão Pedagógica, sendo que, a primeira área assenta na visão de que Cabo  Verde necessita de rever e melhorar as suas políticas de ensino das línguas. Já a segunda área pretende apostar na necessidade de haver um  acompanhamento especializado na formação inicial e contínua dos professores. Pois, assim como em todas as outras áreas do conhecimento, a  modernidade trouxe diálogos novos entre diferentes ciências, constantes apelos à actualização e renovação de práticas à Pedagogia.
 Mas, independentemente das áreas, os objectivos são comuns: apostar na formação de pedagogos especializados que possam ser actores activos e  engajados no desenvolvimento do sistema educativo, com todas as mais-valias que isso representa para a sociedade em que se inserem. Assim, os mestres  em Pedagogia terão de ter cumprido um total de oito disciplinas. Cinco são de Tronco Comum, nas quais a área científica prevalente é a Pedagogia. As três  restantes dizem respeito a cada uma das especializações. No geral, pretende-se que cada formado tenha obtido uma formação abrangente, que lhe  permita aplicar na prática as teorias mais actuais, embasadas em conhecimentos e competências reflexivas e construtivas.
 O curso será leccionado em 4 semestres, com uma carga horária total de 337 horas de contacto e 2748 horas de trabalho autónomo. Nos dois primeiros  semestres (1º ano) estão centralizadas as tarefas lectivas do mestrado, dividido em 8 disciplinas, quatro em cada semestre. Cada disciplina, leccionada em  módulos, terá 40 horas de contacto directo entre professor e aluno, além de trabalhos individualizados que serão feitos sob a orientação dos professores  de cada disciplina. As disciplinas do primeiro semestre são de carácter mais teórico e pressupõem maior contacto com o professor, enquanto as disciplinas  do segundo semestre, por apresentarem necessidades mais práticas, vão requerer maior empenho dos alunos nas actividades não-lectivas. Os dois últimos  semestres (2º ano) serão o período de realização da dissertação de mestrado, que cada aluno deverá realizar de maneira individual como condição  fundamental para a conclusão do curso de Mestrado. A dissertação contabiliza um mínimo de 17 horas de Orientação Tutorial e um total de 1500 horas de  Trabalho Autónomo, perfazendo um total de 60 créditos.
Luís Rodrigues é o docente responsável por este curso de Mestrado, contando com a participação de professores da Universidade de São Paulo.

 

Confira a estrutura curricular.

Mestrado em Ciências de Comunicação

 Para o ano lectivo 2016/2017, a Universidade de Santiago abre o mestrado em Ciências da Comunicação, com o objectivo de aperfeiçoar a  formação de profissionais desta área.
 Com duas vertentes, uma em jornalismo e outra em comunicação organizacional, a universidade vai apostar numa união entre professores  cabo-verdianos, brasileiros e portugueses.
 Este Mestrado, pretende desenvolver a visão crítica dos alunos em relação a temas sociais e ao trabalho das empresas de comunicação e  media, capacitar os alunos a fazerem escolhas informadas e eticamente esclarecidas no ambiente profissional, assim como, oferecer uma  formação que seja compatível com os dias atuais, ajustando o ensino às novas tecnologias da comunicação e multimédia;
 São admitidos no Mestrado em Ciências da Comunicação os cidadãos nacionais ou estrangeiros que sejam licenciados em cursos de Ciências  da Comunicação, Jornalismo ou equivalentes. Também, serão aceites alunos, com outras licenciaturas, que apresentam actuação  profissional na área da Comunicação ou que passem por uma prova e entrevista de avaliação para averiguar as competências exigidas para a  entrada no curso de Mestrado em Ciências da Comunicação.  
 O curso está estruturado em 4 semestres, com uma carga horária total de 332 horas de contacto e 2298 horas de trabalho autónomo.  Nos dois primeiros semestres (1º ano) estão concentrados as tarefas lectivas do mestrado, dividido em 8 disciplinas, quatro em cada  semestre. Cada disciplina, leccionada em módulos, terá 40 horas de contacto directo entre professor e aluno, além de trabalhos  individualizados que serão feitos sob a orientação dos professores de cada disciplina.
 A área científica predominante é a Comunicação e como disciplinas nucleares, o curso tem a Comunicação e Espaço Público; A  Comunicação e Sociedade; Comunicação Organizacional Estratégica; Jornalismo, Novos Media e as Indústrias Criativas; Relações com o  Público, Marketing e Responsabilidade Social; Metodologias de Pesquisa em Comunicação, entre outras.

 Este mestrado insere-se no Departamento de Ciências da Educação, Filosofia e Letras, e será ministrado na Universidade de Santiago –ESTG – Escola Superior de Tecnologia e Gestão, na cidade da Praia e está previsto para iniciar em Dezembro, com a taxa de propina fixada em 16.000$00 (dezasseis mil escudos).
O Mestrado será leccionado na Universidade de Santiago, em parceria com professores da Universidade de Coimbra e da Universidade Nova de Lisboa.

 

Confira a Estrutura Curricular

PEC-PG abre concurso de bolsas para doutoramento

 O programa PEC-PG, que concede até 100 (cem) bolsas de estudo para cidadãos oriundos de países em desenvolvimento, para realização de curso de pós-graduação, em nível de doutorado, em Instituições de Ensino Superior – IES brasileiras públicas ou privadas, informa a todos os interessados que a fase para a submissão das inscrições já se encontra aberta e a data limite vai até o dia 25 do mês de Novembro de 2016.

Os interessados, devem fazer a sua inscrição exclusivamente neste endereço: http://inscricao.capes.gov.br/individual de acordo com o cronograma e as normas do edital que se encontra abaixo em PDF. Através deste edital, fique sabendo quais os documentos necessários e quais as etapas exigidas pelo programa. Para mais informações, contacte a secretaria da Universidade de Santiago, ou o site http://www.capes.gov.br/faleconnoscohttp://www.capes.gov.br/cooperacao-internacional/multinacional/pec-pg

Campus de Bolanha – Assomada

Confira o Edital

Tlf.: +238 265 41 51 ▪ Fax: +238 265 41 53

Email:  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

                                       

US assina protocolo de cooperação institucional com o SINAPOL

A Universidade de Santiago (US) representada pelo Secretário-Geral, Silvério Tavares e o Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL), representado pela Relações Públicas Miludi Andrade, rubricaram hoje, 20 de Outubro, um protocolo de cooperação.

O presente acordo foi assinado com o intuito de estabelecer as formas de colaboração,baseado no pressuposto de que é necessário a criação de condições objectivas para a exploração, activa e criativa, de novas formas de sociabilidade.

As instituições comprometem-se a associar as suas capacidades para promover medidas e práticas que contribuam para o reforço da solidariedade social, a paz, a segurança, a interacção e a salutar convivência entre os cidadãos.

No ato da assinatura do documento o Secretário-Geral da US, Silvério Tavares agradeceu a disponibilidade do SINAPOL em estabelecer uma parceria com a US e afirmou que “as actividades estabelecidas no protocolo são transversais. Pois, cobrem todos os sectores tanto da US como do SINAPOL. Da nossa parte, vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que as acções previstas no protocolo se efectivem”, adianta Tavares. Tavares, assegurou ainda que o presente acordo terá aplicabilidade imediata.

Por outro lado, a Relações Públicas do SINAPOL Miludi Andrade, também agradeceu a US e assegurou que tendo em conta que o índice da criminalidade tem aumentado todo o dia em Cabo Verde, há a necessidade de apostar na formação dos policiais. “Nós sabemos que se os polícias têm uma formação académica elevada eles saem a rua, eles conseguem dialogar com as pessoas a ponto de sensibilizar a população de que a violência deve parar. Daí que estamos a tentar fazer os protocolos com as universidades para que, os policiais sócios do sindicato entrem na universidade e façam a sua formação com um desconto. Para termos um país com a segurança, que todos nós queremos e apelamos. Queremos apostar na formação sim dos policiais”.

Recorde-se que o SINAPOL foi criado em 2015 graças a iniciativa de alguns policiais que abraçaram a causa de criar um sindicato para resolver os problemas dos polícias em Cabo Verde.

Universidade de Santiago e SINAPOL estreitam relações

A Universidade de Santiago, representada pelo Reitor, Professor Doutor Gabriel António Monteiro Fernandes, assina amanhã, 20 de Outubro, pelas 11h, no Campus de Bolanha o protocolo de cooperação com Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL).
A assinatura deste acordo propõe a exploração de novas parcerias que abrangem o ensino superior assim como outras acções úteis para a sociedade em geral.

Download Template Joomla 3.0 free theme.