Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Acompanhamento e angariação de ideias

A Casa do Empreendedor da Universidade de Santiago, no âmbito do seu plano estratégico, encontra-se numa fase de angariação e de acompanhamento de ideias inovadoras dos alunos de todos os cursos, no que tange à criação e gestão de novos negócios.

Com esta iniciativa, a Casa do Empreendedor pretende contribuir para um maior dinamismo na criação de empresas inovadoras com origem no mundo académico, dentro da Universidade de Santiago.

Inicialmente, irá actuar dando Assessoria Jurídica, Organizacional e Financeira às Empresas Incubadas em diferentes áreas:

Áreas Tradicionais (Empresas do Ramo da Construção Civil, Comercial, e de Distribuição, etc.)

Área de Tecnologia de Informação e Comunicação - TIC (Empresas Virtuais; Indústrias Criativas)

Turismo Rural

Eventos e Protocolos

Para mais informações, contacte a Casa do Empreendedor da Universidade de Santiago através do email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou através do número 5829511.

“Impacto das Tecnologias na Saúde Mental: Paraíso ou Inferno?”

Foi sobre este tema que o Psiquiatra José Carlos Gomes se debruçou esta manhã de quarta-feira, 21 de junho, na Universidade de Santiago, juntamente com os alunos do curso de Enfermagem desta instituição.

O orador deu-lhe o nome de palestra, mas, na verdade, como disseram os discentes, foi uma “aula-magna” muito rica. José Carlos Gomes, Psiquiatra, professor do Instituto Politécnico de Leiria e colaborador do curso de Enfermagem da Universidade de Santiago, falou sobre algo a que todos estão submetidos, mas ninguém está preocupado principalmente com as consequências que ela traz, “quando na verdade são muitas”, diz o palestrante.

Para introduzir o tema, Gomes começou por alertar os presentes que a saúde não pode e nem deve ser dividida, seja ela mental ou física, pois, ambas são duas faces da mesma moeda.

No que tange às Novas Tecnologias, o psiquiatra explica que tudo o que é novo traz vantagens e desvantagens, o importante é saber tirar partido destes equipamentos. No caso de Cabo Verde, Gomes adianta que não tem dados específicos destes casos, embora os tenha procurado. “Mas aquilo que tem sido a minha percepção, nos últimos meses, é que não é diferente daquilo que acontece no resto do mundo. Começa já a haver uma dependência enorme do uso das novas tecnologias, nomeadamente a questão do telemóvel, mas é algo que pode ser trabalhado”, afirma.

Os principais exemplos apresentados pelo médico foram a ansiedade e a depressão, originadas pelo mau uso das novas tecnologias. “O uso das novas tecnologias altera o cérebro, diminui a empatia, a compaixão e a inteligência emocional, uma vez que a maioria das interacções ocorre sem comunicação cara a cara”. Além disso, provoca a perda da concentração, como exemplificou, “um aluno a estudar com o telemóvel por perto, mesmo que não esteja a usá-lo, diminui 40% da sua capacidade de concentração. E não só, as novas tecnologias privam o sono tranquilo”.

Como um caso mais prático, o palestrante falou dos jogos online, com especial destaque pelo jogo da “Baleia Azul”, que provocou nos últimos meses grande alvoroço não só nas redes socias, como nos media tradicionais e, segundo ele, em Portugal, foram confirmados dois casos de suicídio, derivados do jogo. No seu ponto de vista, isto acontece porque os adolescentes não convivem pessoalmente com quem está próximo, e sentem a necessidade de se sentirem acolhidos num grupo e os jogos permitem isso, mas as consequências são várias e preocupantes.

No tocante à vantagem da tecnologia para a saúde mental, Gomes exemplificou com alguns projectos desenvolvidos, graças ao uso da internet, que permitem dar acompanhamento aos pacientes via telefone, ou outros meios de comunicação nas suas residências, sem terem a necessidade de estarem internados. Também ressaltou a importância das mesmas em relação ao contacto com pessoas distantes, pesquisas científicas, entre outras. “Mas tudo isso, para ser uma vantagem, não temos de criar nenhuma dependência com estas tecnologias. É necessário desligar e entender que as novas tecnologias não substituem os relacionamentos pessoais”.

Para trabalhar isso, como forma de evitar uma maior proliferação, deve-se desenvolver alguma literacia da população relativamente ao uso das novas tecnologias, ajudá-la a entender o contexto em que estão inseridas e como deve ser realizado realmente. 

US arrebata o primeiro e o terceiro lugares, no concurso de programação interuniversitário


Os alunos do quarto e terceiro anos, do curso de Engenharia Informática dos campi da Assomada e da Praia da Universidade de Santiago, ficaram no primeiro e terceiro lugares, no concurso de programação interuniversitário realizado pela Uni-CV.

O concurso teve como objetivo incentivar a competição saudável entre os estudantes de programação e das tecnologias de informação, e servir de ponto de encontro entre os docentes e alunos com interesses em tais temas. 

Nesta que foi a 1ª edição do concurso, a US esteve representada por duas equipas: uma dos alunos do quarto ano, constituída por Ailton Cabral e Ederlindo Silva, os quais arrebataram o primeiro lugar de forma destacada, e a outra dos do terceiro ano, constituída por Edino Costa, Gerson Monteiro e Luís Furtado, que também subiram ao pódio ficando na terceira posição.

Radiante com o primeiro lugar, Ailton Cabral diz estar orgulhoso da prestação da US neste concurso e agradece a preparação e o apoio que receberam dos professores:

“Representar a Universidade de Santiago e ganhar o primeiro lugar foi algo excecional. Porém, ser-nos-ia difícil trazer tais prémios sem a preparação que recebemos dos nossos professores, especialmente do professor Valério Santos. Este prémio é muito simbólico para nós e para o curso de Engenharia Informática, pois, mostra que estamos num bom caminho e que acertámos ao escolher a US para nos formar”, enfatiza Cabral.

O coordenador do curso de Engenharia Informática, Danielson Alves, regozija-se com a prestação dos alunos:

“Foi uma satisfação enorme ver os nossos alunos conquistando esses dois prémios. Isto mostra a força do curso de Engenharia Informática na US, e a capacidade dos nossos alunos, tanto no campus da Praia como no da Assomada, uma vez que as equipas foram compostas por alunos dos dois campi. Temos é que parabenizá-los por representarem muito bem a US e incentivá-los a continuar na mesma linha de pensamento sobre os conteúdos de programação”, sublinha.

A US congratula-se com a prestação dos futuros engenheiros informáticos, e aproveita para parabenizar os alunos e professores que estiveram envolvidos no concurso.

Enfermeiros da US distinguidos com diploma de reconhecimento

Os alunos do curso de Enfermagem da Universidade de Santiago participaram nas atividades comemorativas alusivas ao dia do doador de sangue, a  convite da Região Sanitária Santiago Norte (RSSN). O dia do doador de Sangue comemora-se a 14 de Junho, mas as atividades vêm sendo realizadas na RSSN, desde o dia 11 de Junho, no Município de São Lourenço dos Órgãos.

Uma marcha deu o pontapé de saída, seguida de uma recepção aos doadores de sangue, atividades desportivas, distinção de doadores e instituições.

Os alunos do curso de Enfermagem receberam um diploma de reconhecimento, atribuído pelo Banco de Sangue da RSSN, devido à sua participação ativa em todas as atividades de cariz social, principalmente as que envolvem a saúde, desde feiras de saúde a doações de sangue.

 

 

Download Template Joomla 3.0 free theme.